UE prorroga sanções económicas contra Rússia por mais 6 meses

Europa prorroga sanções adotadas contra a Rússia em 2014 a cada seis meses.

Os líderes dos países da UE, reunidos na cúpula de Bruxelas, decidiram estender as sanções económicas contra a Rússia por mais seis meses, informou o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk.

“A UE, de forma unânime, prorroga as sanções económicas contra a Rússia, levando em conta a ausência de progresso na implementação dos acordos de Minsk”, escreveu Tusk na sua conta no Twitter.

As autoridades do bloco relacionam a prorrogação das sanções contra a Rússia ao cumprimento dos acordos de Minsk. A cada seis meses, França e Alemanha apresentam um relatório à liderança europeia sobre o tema, antes do Conselho Europeu tomar a decisão de aprovar ou não a prorrogação das sanções para os próximos seis meses.

No dia 5 de julho deste ano, o Conselho Europeu também decidiu prorrogar as sanções contra a Rússia até 31 de Janeiro de 2019. As medidas atingem os sectores financeiro, de energia e da defesa da Rússia. As sanções foram adoptadas pela primeira vez em 21 de Julho de 2014, com prazo de um ano, e tornaram-se mais rigorosas em Setembro de 2014.

© Sputnik

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.