Militantes Socialistas pelo Curdistão enviam Carta Aberta ao Grupo Parlamentar do PS

Várias dezenas de militantes do Partido Socialista organizaram-se em torno do grupo Militantes Socialistas Pelo Curdistão, que como primeira iniciativa endereçou uma Carta Aberta ao Grupo Parlamentar do PS. Note-se que alguns dos partidos afectos às milícias curdas que combateram o progresso dos terroristas do Estado Islâmico na Síria e no Iraque, algumas contando nas suas fileiras com voluntários portugueses, são membros da Internacional Socialista – à qual pertence também o PS. Reproduzimos abaixo o conteúdo da Carta Aberta.

Carta Aberta ao Grupo Parlamentar do PS:

PROTESTO CONTRA A NOVA INVASÃO DO NORTE DA SÍRIA POR PARTE DO PODER EXECUTIVO DA TURQUIA

Os valores da liberdade, da igualdade e da solidariedade constituem uma exigência moral que sempre tem orientado o pensamento e a acção socialista.” (…) “o PS coloca acima de qualquer outro objectivo a defesa e a promoção dos direitos humanos, a convivência pacífica entre os indivíduos, os povos e as nações e a construção de uma nova ordem global fundada na justiça e na cooperação

in Declaração de Princípios do Partido Socialista

O poder executivo da Turquia tem despoletado, repetidamente, factores indutores de guerra e terrorismo na Síria. Destacam-se as invasões de Afrin (Janeiro de 2018) e no Nordeste (Outubro de 2019), de regiões que estavam sob o controlo pacífico dos aliados Curdos contra o terrorismo, e que são intoleráveis à luz da Carta das Nações Unidas e da Declaração Universal dos Direitos do Homem e que colidem frontalmente com a citada Declaração de Princípios.

As atrocidades e atentados contra os Direitos Humanos, cometidas pelas forças turcas e seus aliados, têm sido horríveis nas zonas invadidas, sendo exemplo o brutal assassinato em 12 de Outubro de 2019 de Hevrin Khalaf, Secretária Geral do partido Futuro da Síria e membro do Conselho Democrático Sírio, líder política muito prestigiada internacionalmente e que havia contribuído para um futuro de Paz na Síria.

Porque é preciso “combater, sempre em toda a parte, os seus três assassinos — a ignorância, o fanatismo e a tirania” (Fernando Pessoa) urge juntar ao voto de protesto aprovado contra a invasão de Afrin (no Parlamento em Abril de 2018), um Voto de Protesto contra a última invasão do Nordeste da Síria (aprovado na Assembleia Municipal de Lisboa em Novembro de 2019).

É este o apelo que é feito ao Grupo Parlamentar do Partido Socialista pelos militantes:

Paulo Deus
Rui Martins
Fernando Faria
Ana Paula Araújo
Gustavo Ambrósio
Manuel dos Santos
Silvino Dias Ruivo
Vitor Teixeira
Nuno Dinis Cortiços
Ricardo Gonçalves
Jorge António Oliveira de Faria
Gabriela Robalo Marques
Ana Sousa Cardoso
Fernando Táboas
Paula Borges
Flávio Gonçalves
Joaquim Ventura Leite
Vicente Silva Tavares
Herculano Rebordao
João Rebuge
Manuel Ramos
Antonio Fernandes
Hugo Bem
Carmo Faria
Antonio Sousa
Edgar Teles
Joaquim Ceu
Narciso Alves
Lurdes Geraldo Strecht
Inacio Marta Salgado
Carlos Costa
Arlindo Oliveira
Marco Da Raquel
Ivo Alexandrre Salvador
Catarina Coelho
Francisco Costa
Fabio Alexandre Cabica Casalao
Jorge Faria
Joaquim Figueiredo
João Carvalhinho
José F Ribeiro
Ana Alice